Google Web Stories: um guia realmente fácil e completo

11 min

O Google Web Stories foi criado baseado no popular formato “stories” onde você pode combinar vídeo, áudio, imagens, animação e texto para proporcionar uma experiência interativa e envolvente para os usuários.

Você provavelmente já está familiarizado com o formato de Stories, aqueles conteúdos curtos e envolventes que dominam as redes sociais como Instagram, Snapchat e Facebook.

No entanto, você sabia que esse conceito foi ampliado para além das plataformas das redes sociais?

Apresentamos o Google Web Stories, uma forma cativante de contar histórias e pode ser acessada diretamente dos mecanismos de pesquisa do Google.

Atualmente, o carrossel de Web Stories está disponível em alguns países selecionados, incluindo os Estados Unidos, Índia e Brasil.

E neste artigo, você vai encontrar um guia completo para dominar essa poderosa ferramenta de conteúdo.

Criamos um passo a passo desde a configuração inicial até as práticas recomendadas, políticas e estratégias de SEO para otimizar suas criações para garantir que seus stories sejam encontrados pelo público certo.

Então, se prepara aí para mergulhar no universo dos Google Web Stories e descobrir como essa estratégia pode revolucionar a maneira como você compartilha conteúdo da sua empresa na internet. Vamos começar!

O que é Google Web Stories?

O Google Web Stories é uma maneira super bacana de criar e mostrar conteúdo em formato de stories direto nos resultados de busca do Google.

É tipo um carrossel de imagens, vídeos curtos e textos que são muito cativantes e prendem a atenção do seu público.

Além disso, os Google Web Stories funcionam super bem nos celulares, carregando rapidinho e proporcionando uma experiência rápida e envolvente. E o melhor: São perfeitos para dar aquele boost no seu site!

Isso porque, os Web Stories são altamente compartilháveis, o que pode impulsionar o alcance orgânico do seu site e aumentar a busca orgânica.

Então, quando você adiciona botões de chamada para ação (as famosas CTAs – Call to Action) em seus stories, você pode direcionar os usuários para páginas específicas do seu site, aumentando as chances de conversão.

Estatísticas atuais sobre Google Web Stories

Um estudo elaborado por um grupo de pesquisadores do próprio Google publicado em 2023 no Journal of Marketing Research com uma amostra de 100 empresas que criaram e publicaram Web Stories, revelou informações valiosas sobre como essa estratégia é importante para as empresas.

De acordo com o Google, o número de criadores de Web Stories ativos cresceu 60% nos últimos 12 meses.

E na mesma pesquisa, foi descoberto que os Google Web Stories podem gerar até 40% mais tráfego para sites do que outros formatos de conteúdo.

Além disso, os Web Stories geraram 25% mais leads e 15% de conversão do que outros formatos de conteúdo.

No mesmo estudo, também foi descoberto que os Web Stories são eficazes para empresas de todos os tamanhos, porém, as empresas de pequeno e médio porte tiverem resultados mais significativos.

Em janeiro de 2024, foi registrado mais de 1 milhão de criadores de Web Stories ativos, representando uma ampla gama de setores, incluindo notícias, entretenimento, educação, negócios e estilo de vida.

Com base nessas estatísticas promissoras, fica evidente que o Google Web Stories é uma ferramenta poderosa para envolver audiências, alcançar novos públicos e contar histórias de forma impactante. 

Como as empresas estão usando Web Stories do Google?

Os Web Stories do Google têm se mostrado uma ferramenta poderosa, encontrando aplicações empolgantes em diversos setores e áreas de atuação. Veja alguns exemplos de como essa abordagem criativa está sendo adotada:

  • Marcas de consumo estão explorando os stories como uma forma envolvente de promover seus produtos e serviços. Com narrativas visuais atraentes, elas capturam a atenção dos clientes e fortalecem suas estratégias de marketing.
  • Organizações sem fins lucrativos estão usando stories como uma maneira eficaz de educar o público sobre suas causas e aumentar a conscientização sobre questões importantes.
  • Agências governamentais estão encontrando nos stories uma maneira inovadora de se comunicar com os cidadãos, fornecendo informações essenciais de forma clara e acessível.

Em geral, as empresas estão percebendo o valor dos stories para se conectar com os clientes, contando histórias inspiradoras e divulgando seus produtos e serviços de maneira envolvente e humanizada.

Com sua versatilidade e poder de engajamento, os Google Web Stories são uma opção criativa e interativa para compartilhar conteúdo em diferentes contextos. 

Então, independentemente do setor ou objetivo, essa abordagem dinâmica promete impactar positivamente a forma como compartilhamos e consumimos informações na web.

Onde o Google Web Stories aparece?

Onde o Google Web Stories aparece

Os Google Web Stories são exibidos em diversos locais, permitindo que os criadores alcancem uma ampla audiência. De acordo com o Google, algumas das principais plataformas onde os stories podem ser encontradas incluem:

Google Discover

No Google Discover, os Google Web Stories podem ser exibidos em um carrossel próximo à parte superior do feed. Essa funcionalidade está disponível na versão mais recente do Google app para Android e iOS.

O carrossel das Web Stories permite aos usuários explorar visualmente diversos stories de forma prática e envolvente, enriquecendo a experiência de descoberta de conteúdo no Google Discover.

Google Imagens

No Google Imagens, os Web Stories podem ser visualizados como um card de imagem, que apresenta um ícone específico. Esse recurso está disponível em todas as regiões e idiomas onde é possível acessar a Pesquisa Google.

Ao oferecer uma abordagem visual e interativa, os Google Web Stories enriquecem a experiência de busca de imagens, proporcionando aos usuários conteúdo envolvente e de fácil acesso.

Pesquisa do Google ou Google Search

Esse formato de visualização, por enquanto (2023), só está disponível em inglês nos Estados Unidos ? Mas vamos ficar de olho, vai que logo logo ele chega por aqui, né?

Esse formato os Web Stories podem ser incluídos em uma visualização em grade nos resultados de pesquisa do Google. Por exemplo, ao pesquisar por “coisas para fazer em São Paulo”, os usuários verão uma grade de Google Web Stories de vários editores.

Já se pesquisarem por um criador ou site específico, a visualização em grade mostrará apenas as Web Stories desse site. 

Como fazer meu primeiro Google Web Stories?

Se você chegou até aqui, significa que está super a fim de criar seu primeiro Google Web Stories, né? Então vamos nessa. Confira os passos abaixo para começar:

Configuração Web Stories no WordPress

Definitivamente, a melhor maneira de começar com os stories do Google é tendo um site WordPress. Se o seu site não for WordPress, você pode entrar na documentação oficial do Google para ver mais detalhes. 

Configurar o Google Web Stories no WordPress é um processo simples. Siga o passo a passo abaixo para incorporar essa funcionalidade em seu site:

Plugin oficial do Google Web Stories
  1. Pesquisar pelo plugin: No painel de administração do WordPress, clique em “Plugins” no menu à esquerda e selecione “Adicionar novo”. Na barra de pesquisa, digite “Web Stories” e clique em “Pesquisar plugins”. 
  1. Instalar o plugin: Recomendamos que você escolha o plugin do próprio Google. Para identificar, basta ver se tem escrito “Por Google”.

Ao encontrar o plugin nos resultados da pesquisa, clique em “Instalar agora” e aguarde a conclusão da instalação.

  1. Ativar o plugin: Após a instalação, clique em “Ativar” para ativar o plugin.
  1. Encontrar a aba Stories: Agora, vá até o painel de administração do WordPress e procure pela nova aba “Stories” no menu à esquerda. Lá, você encontrará todas as ferramentas necessárias para criar e gerenciar suas Web Stories.

Com esses passos simples, sua configuração do Google Web Stories no WordPress estará pronta, permitindo que você conte histórias envolventes e visualmente atraentes para seu público em uma plataforma dinâmica e interativa.

Usando templates do Web Stories

Modelos ou templates do Google Web Stories

Usar templates do Web Stories é uma forma eficiente de criar stories envolventes sem precisar começar do zero. Ou seja, é perfeito para pessoas que não possuem tanta experiência com design.

Ao acessar a aba “Stories” no painel do WordPress, você encontrará uma variedade de modelos prontos disponíveis para escolher. 

Basta selecionar o template que melhor se encaixa no seu conteúdo e personalizá-lo com suas imagens, texto e elementos visuais. Esses modelos são projetados profissionalmente, oferecendo designs atrativos e otimizados para engajamento. 

Além disso, ao aproveitar os templates do Google Web Stories, você economiza tempo na criação e garante que seus stories tenham uma aparência profissional, impactante e pronta para cativar sua audiência.

Como criar Web Stories do zero?

Abaixo nós vamos ensinar as boas práticas, porém aqui você aprenderá a criar o arquivo do seu novo Google Web Stories do zero. Confira os passos abaixo:

Ao entrar na aba “Stories”, aqui no botão “Criar Story” localizado no canto superior esquerdo. Em seguida, você entrará no painel de edição e criação do seu Web Story. 

Geralmente, quando é sua primeira vez usando a ferramenta, existe um guia que vai te apresentar todo o painel. Mas no geral, essa é a nossa recomendação de pontos mais importantes:

Painel de criação do Google Web Stories

1. Lista de verificação

Essa é uma das principais áreas dentro da ferramenta que vão te ajudar a entender se o que você está fazendo, está certo. A lista de verificação, definitivamente, será o seu guia. 

Isso porque a lista de verificação te mostra se você está seguindo todas as boas práticas de design, de contraste, de número de caracteres, qualidade, etc. 

2. Aba Documento

A aba Documento é muito importante (também). Nela, você adiciona as informações que o Google precisa saber para exibir seus stories como: descrição, slug, se você quer áudio, se o avanço da página é automático, a imagem de capa e o logo do seu site. 

3. Salvar rascunho

A redatora aqui que vos fala já cometeu esse erro.

Por mais que a ferramenta faça os salvamentos de forma automática, tem vezes que isso pode falhar. Então, para garantir que tudo o que você está fazendo fique salvo, use sempre essa função. 

4. Adicionar título

Adicionar título é extremamente importante, principalmente porque é um dos metadados que o Google precisa para poder exibir seu story na Pesquisa Google ou do Google Discover.

5. Aba Inserir

A aba inserir é onde você vai fazer a maioria das suas edições.

Lá, você consegue adicionar fotos que estão no seu computador (subindo essas fotos, elas estarão automaticamente na biblioteca de imagens do seu painel WordPress), pode pesquisar mídias terceiras (assim como tem no Canva, sabe?), adicionar texto, formas (círculo, quadrado) e também modelos prontos de página.

6. Aba Estilo

Na aba estilo, você pode editar os elementos que você escolheu no passo anterior. Ou seja, você pode editar cores, formatos, tamanhos, alinhamentos e entre outras configurações.

7. Camadas

Para quem não conhece, mexer com camadas no início pode ser difícil. Mas depois que você aprende a lógica, o dia a dia de edição fica mais fácil.

As camadas servem para você organizar os elementos das páginas. Lá, você consegue entender, agrupar, desagrupar e definir o que deve sobrepor o que. É o puro suco do design!

8. Ajustar

O botão ajustar é simples e fácil porém muito importante de enfatizar aqui. Quando um elemento é muito pequeno, nada melhor do que usar o zoom para te ajudar a enxergar melhor as edições. E é nisso que essa função consiste.

9. Publicar, claro!

No botão “publicar”, além de efetivamente publicar, você tem a chance de rever todas as configurações feitas na aba “Documento”. É o famoso “double check”. 

Passou por todas essas etapas? Agora é hora de entender outros detalhes técnicos para garantir que seu Google Web Story está perfeito.

Questões técnicas do Google Web Stories

Verificar AMP

Após criar seu Story, é fundamental verificar se ela é uma AMP válida. 

Mas afinal, o que é AMP? AMP (Accelerated Mobile Pages) é uma tecnologia que otimiza o carregamento rápido de páginas em dispositivos móveis.

Verificar a validade do AMP do Google Web Stories é essencial para garantir a melhor experiência de usuário e melhorar o desempenho da página.

Então, para isso, é necessário aderir às especificações de AMP, garantindo que a Story seja veiculado pelo cache de AMP, proporcionando melhor desempenho e experiência para os usuários. 

Para verificar, você pode usar a ferramenta de teste AMP. E vale a pena conferir também o documento que explica o que é analisado e como funciona esse relatório de inspeção de URL.

Checar Metadados

Lembra que falamos lá em cima sobre a importância do título do Web Story? Pois então, checar metadados é crucial para a visibilidade das Web Stories nas experiências do Google. 

É importante informar os metadados necessários para garantir sua exibição correta na visualização. 

Apesar de ser muito técnico, também vale a pena consultar a lista completa dos metadados, mas para resumir, os campos realmente obrigatórios são: “publisher-logo-src”, “poster-portrait-src”, “title” e “publisher”.

Mas fica tranquilo. Todas essas configurações são solicitadas dentro da própria ferramenta, e inclusive, você pode revisar quando clicar no botão “Publicar”.

Confirmar indexação

Não faz sentido criar uma obra de arte e ninguém ver, né? Dessa maneira, a indexação permite que seu site (ou nesse caso, Google Web Stories) seja encontrado nos mecanismos de busca do Google.

Então siga estes passos para confirmar a indexação:

  1. Acesse o seu Google Search Console e selecione o domínio do seu site.
  1. Na barra lateral esquerda, clique em “Inspeção de URL”.
  1. Insira a URL do seu Web Story na caixa de pesquisa e clique em “Inspeção”.
  1. Após a análise, clique em “Solicitar indexação”.
  1. Aguarde alguns minutos e verifique se a indexação foi confirmada.

Repita esse processo para todas as Web Stories que você criar, garantindo assim que seu conteúdo seja encontrado pelos usuários nos resultados de pesquisa.

[sc name=”bannerbeeca1″][/sc]

As melhores práticas para criar o Google Web Stories perfeito

Descubra as melhores práticas para criar o Google Web Stories perfeito e envolvente. Siga essas orientações para conquistar e cativar sua audiência com stories impactantes.

Vídeo: a principal boa prática

Não é novidade que vídeo é o formato mais em alta para consumo de conteúdos, né? Por ser tão versátil, o vídeo pode ser usado de várias maneiras como em redes sociais, conteúdo para blog, o Youtube e até mesmo os Google Web Stories.

O Google reconhece essa preferência, tornando-o uma prioridade nas boas práticas para Web Stories.

O engajamento gerado por vídeos supera o de texto ou imagens.

Aproveite ao máximo esse recurso, utilizando vídeos de forma estratégica, enquanto imagens e textos complementam a narrativa. 

Dessa forma, você pode criar stories atraentes, proporcionando uma experiência ainda mais cativante para sua audiência.

Use e Abuse de storytelling

O storytelling é uma ferramenta poderosa para criar conexões significativas com o público. Então, escolha tópicos cativantes e mantenha seus stories curtos e envolventes.

Vá além dos fatos. Compartilhe opiniões e crie narrativas dentro da sua perspectiva para que consiga envolver os usuários.

Além disso, crie elementos de curiosidade ou suspense entre as páginas da Web Story, proporcione contexto e desenvolvimento narrativo para que o público se sinta parte da história.

Investindo em storytelling, você conquistará a atenção e o coração da sua audiência de forma incrível!

Noção de design

Se concentre em estar atualizado com as tendências de design. Além disso, sempre utilize imagens e vídeos de alta qualidade, inclua botões de compartilhamento e promova os Web Stories nas redes sociais ou outros canais, ampliando o alcance e engajamento. 

A criatividade aliada à atenção aos detalhes garantirá o sucesso dos seus Web Stories!

Melhores práticas técnicas

Além de validar o AMP, foque em aspectos cruciais:

  • Evite texto nas imagens de capa: Textos em imagens podem mesclar com o título do story e prejudicar a leitura.
  • Preste atenção no tamanho e proporção correta: Verifique se a imagem da capa tem pelo menos 640 x 853 pixels e a proporção de 3:4.
  • Logotipo com proporção adequada: O logotipo deve ter pelo menos 96 x 96 pixels e proporção de 1:1. 

Aprenda o SEO para o Google Web Stories

As técnicas de SEO para páginas da Web também se aplicam às Web Stories. Um Web Story não deixa de ser uma página da Web, certo?

Todas as informações que falamos acima, também agregam para as boas práticas de SEO. Mas também considerem essas dicas:

  • Títulos concisos: Mantenha os títulos com até 90 caracteres, preferencialmente abaixo de 70 caracteres, sendo descritivos e atrativos.
  • Texto alternativo nas imagens: A inclusão de texto alternativo ajuda a melhorar a detecção dos textos pelas ferramentas de busca.
  • Integração ao site: Adicione links para suas Web Stories na página inicial ou em páginas de categorias relevantes. Crie uma página especial para elas e adicione links de páginas importantes. Aqui temos uma página exclusiva para os Web Stories da Beeca.
  • Legendas em vídeos: Utilize legendas para tornar o story mais compreensível. Não esqueça de verificar se o texto não está sobrepondo outros conteúdos ou se estão saindo da tela.
  • Otimização de Stories de vídeo: Ao exportar cada página como um arquivo de vídeo, adicione o texto exato como atributo “title” do elemento “amp-video”.

Com essas práticas de SEO, seus Web Stories terão maior visibilidade e alcance, garantindo uma experiência envolvente e valiosa para seu público.

Sabemos que esses e outros requisitos podem ser difíceis de aplicar, então contar com um especialista de SEO agência é essencial para garantir ações efetivas.

O que não é permitido nos Web Stories?

Como todo bom produto do Google, o Web Stories também tem suas políticas de conteúdo. 

Essas políticas são divididas em direitos autorais, excesso de texto, baixa qualidade de vídeo e imagens, ausência de narrativa, stories incompletos e venda em excesso.

Aqui vamos falar com mais ênfase sobre direitos autorais e vendas em excesso:

Regras de direitos autorais no Google Web Stories

As regras de direitos autorais servem para vários produtos do Google, inclusive stories.

É necessário usar conteúdo original, não sendo permitido o uso de obras protegidas sem autorização.

O Google não se responsabiliza por garantir os direitos necessários para a exibição das Web Stories em seus serviços e suas consequências. Caso haja violação de direitos autorais de terceiros, a exibição dos Web Stories pode ser bloqueada.

Políticas de vendas no Google Web Stories

É sobre agregar valor antes de vender. E o Google sabe como isso é importante para os usuários.

É importante observar as diretrizes para evitar uso inadequado. Web Stories não devem ser criadas exclusivamente para promover um produto ou serviço, visando benefícios diretos.

Embora links de marketing de afiliados sejam permitidos em uma pequena parte dos stories, é necessário seguir as políticas de anúncios de imagens sequenciais.

O Google possui uma página dedicada com mais informações sobre políticas de spam. Então, mantendo-se dentro das políticas para não ser banido.

Conclusão

Ufa, quanta informação! Eu te falei lá no começo que seria um guia completo. 

E não se preocupe, ficaremos de olho em todas as novidades para sempre atualizar esse artigo com informações quentinhas sobre os stories do Google.

Se você gostou desse conteúdo, confira esse que falamos sobre Como o Web Stories ajuda no tráfego do seu site.

Assine nossa newsletter
Receba as melhores dicas de marketing diretamente no seu e-mail

Compartilhe

plugins premium WordPress

Análise de SEO Grátis!

Quer mais visibilidade online? Obtenha uma análise do seu site totalmente grátis e descubra como melhorar!